Judo no Acro Clube da Maia


O Judo (que significa, do japonês, via da suavidade) é um desporto Olímpico de luta corpo a corpo. Foi fundado em 1882, no Japão, e desenvolvido pelo japonês Professor Jigoro Kano (1860-1938) a partir da arte marcial ancestral Jujitsu. O Judo é composto por técnicas de defesa e não de ataque ao próximo. Não é destrutivo, é gentil, é nobre e completamente anti-violência. O Judo é uma prática humana e humanizadora. Tendo sido modalidade demonstração nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964, integra em definitivo o programa olímpico em 1972. Posteriormente, em 1992, surge o Judo feminino no programa olímpico.

A institucionalização do Judo em Portugal inicia-se em 1959 com a fundação da Federação Portuguesa de Judo (instituição com estatuto de utilidade pública desportiva) e culmina em 1961, quando a FPJ (Federação Portuguesa de Judo) se torna membro efetivo da União Europeia de Judo.

A Nossa Missão

Dedicar à comunidade onde se insere um meio educativo e cultural de máxima qualidade, tendo por fim contribuir para o desenvolvimento integral da pessoa humana. Designadamente, através da prática e estudo do Judo não só enquanto desporto e meio de desenvolvimento físico e motor, mas também enquanto forma elevada de ser e de estar na vida.

Além da socialização, sobretudo importante em crianças e jovens, almejamos de igual modo a educação em sentido lato. Com efeito, o Judo, mais do que um desporto, é uma filosofia de vida cuja finalidade última, além do desenvolvimento motor, é o desenvolvimento moral do Ser Humano, em suma, a sua humanização e elevação.

Nesta senda, ensinamos o Judo da forma que as crianças mais gostam, isto é, através de jogos de luta. Mas também o fazemos do modo que elas mais precisam, isto é, com disciplina e respeito entre todos. Procuramos que as crianças, após a passagem pelas nossas aulas, possam um dia, se quiserem, ser campeões no Judo e, antes de mais, campeões na vida!

Vejam um vídeo demonstrativo…

Vantagens e Diferenças do Judo

  • Disciplina num clima positivo e divertido de ensino-aprendizagem.
  • A luta enquanto tarefa de aprendizagem.
  • Forte estímulo à socialização entre crianças.
  • O treino individual é pouco frequente.
  • Não ensina a pontapear nem socar, tampouco em crianças de tenra idade.
  • Absoluta ruptura com a violência.
  • Forte estímulo ao desenvolvimento das “forças intelectuais”.
  • Ensinamento de técnicas de auto-defesa para dominar o adversário, sem o agredir.
  • O sistema de graduações.
  • Quando existe competição ninguém “fica no banco”.
  • A competição ocorre em condições de igualdade de peso.
  • As regras de higiene são cumpridas com rigor.

Código Moral​

  • Amizade
  • Coragem
  • Honra
  • Respeito
  • Auto-controle
  • Cortesia
  • Modéstia
  • Sinceridade